Mineiro quer ações 'em rede' de todos os setores da sigla

No comando do PSDB, o senador Aécio Neves pretende incentivar ações em rede entre integrantes do partido. A sigla estuda investir em um software que permita conectar, em âmbito nacional, suas secretarias (PSDB Mulher, Sindical, Juventude).

Erich Decat / Brasília, O Estado de S.Paulo

17 de maio de 2013 | 02h03

A ideia é manter informados, em tempo real, os militantes de um Estado sobre ações adotadas em outra unidade da federação - e, assim, ampliar a interação com a sociedade e os movimentos sociais, tida como um dos pontos fracos do partido.

Segundo integrantes envolvidos nas discussões sobre a modernização da legenda, o setor de comunicação também deverá passar por reformulações.

Outra medida estudada internamente, e que deverá gerar mudanças no estatuto do partido, é a unificação de algumas áreas administrativas.

Segundo o Estado apurou, os setores de tecnologia da informação, jurídico e de finanças deverão ficar sob um único integrante da Executiva. As medidas têm como base um estudo do consultor Caio Marini, do Instituto Publix, e seguem os métodos adotados no "choque de gestão" do governo Aécio em Minas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.