Militares de operação ficam até 3ª na comunidade do Salgueiro

Militares da Guanabara já estiveram em 25 das 27 comunidades mapeadas pelo TRE para reforçar segurança

Agência Brasil

29 de setembro de 2008 | 13h29

Os militares da Operação Guanabara, de combate a crimes eleitorais, cruzaram pela primeira vez a baía e chegaram à comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo, região metropolitana do Rio. Cerca de 750 fuzileiros navais estão em diversos pontos da comunidade, onde devem permanecer até esta terça-feira.  De acordo com o porta-voz da Marinha, comandante Paulo Fernando, nenhum incidente foi registrado até o início desta manhã. Ele informou também que durante o período de ocupação nenhum material ilegal de campanha foi recolhido.  O comandante lembrou ainda que a função das tropas na comunidade é apoiar o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) nas vésperas das eleições municipais. "Nossa missão é fazer ação de presença. Nos fazemos presentes para criar um ambiente adequado que permita o trabalho do TRE no cumprimento da legislação eleitoral e o processo como um todo." Os militares da Operação Guanabara já estiveram em 25 das 27 comunidades mapeadas pelo TRE no Rio. Faltam ainda Vila Cruzeiro e Complexo do Alemão, que ficam na zona norte e serão ocupadas por cerca de quatro mil homens na próxima quarta-feira (1º).  No último final de semana, as Forças Armadas ocuparam também as comunidades de Pilar e Beira Mar, no município de Duque de Caxias, além de Acari e Amarelinho, na zona norte da capital fluminense.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2008Riotropas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.