Militantes do PT e PSDB entram em atrito no vão livre do MASP

Militantes do PT e PSDB entram em atrito no vão livre do MASP

Enquanto os petistas comemoravam a vantagem de Dilma, os tucanos falam que chegará o comunismo cubano e aumentará a corrupção

Victor Vieira, O Estado de S.Paulo

26 de outubro de 2014 | 20h53

Dezenas de militantes tucanos e petistas  se estranharam no vão livre do Museu de Arte de São Paulo ( Masp), na região central da cidade,  após a apuração da maioria das urnas. A Polícia Militar apaziguou o tumulto. Enquanto os petistas comemoravam a vantagem de Dilma, os tucanos falam que chegará o comunismo cubano e aumentará a corrupção. A maioria dos militantes do PSDB já foi embora. 


Segundo os organizadores, o ato tucano começou às 15h e chegou a reunir 700 pessoas. PM ainda não tem balanço do total de manifestantes pro-Aécio.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.