Mesmo em ano de eleição, tucanos ficam fora das festas

No primeiro Dia do Trabalho após o PSDB oficializar a criação de um núcleo sindical, na última sexta-feira, os principais líderes tucanos não participaram dos eventos de comemoração da data na cidade de São Paulo.

O Estado de S.Paulo

02 Maio 2012 | 03h06

O pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, José Serra, o governador do Estado, Geraldo Alckmin e o senador Aécio Neves, eram esperados na festa organizada ontem pela Força Sindical, na Praça Campo de Bagatelle, zona norte da cidade.

Segundo a assessoria do senador, Aécio não participou da festa por conta de um problema com o voo que o transportaria até São Paulo.

O governador do Estado, Geraldo Alckmin, alegou estar resfriado e enviou o secretário de Emprego e Relações do Trabalho, Carlos Andreu Ortiz, para representá-lo. Já Serra não teria comparecido à comemoração por ter passado por um procedimento odontológico no feriado.

O PDT ocupa uma secretaria no governo tucano de São Paulo, a do Emprego e Trabalho. A intenção de Alckmin com a acomodação do partido na pasta era se aproximar de siglas que também formam a base de apoio da presidente Dilma Rousseff.

Disputa. Por outro lado, ao menos cinco pré-candidatos à Prefeitura aproveitaram a oportunidade de subir no palanque e discursar para cerca de 50 mil pessoas, segundo estimativa do comando da Polícia Militar.

Além do deputado Paulinho da Força (PDT-SP), presidente de uma das cinco centrais sindicais que promoveram a festa, Fernando Haddad (PT), Netinho de Paula (PC do B), Celso Russomanno (PRB) e Miguel Manso (PPL) também deixaram a sua mensagem.

O petista discursou ao lado do ministro do Esporte, Aldo Rebelo, e do secretário-geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, e ressaltou a importância de aliar trabalho e educação.

O cantor e vereador paulistano Netinho foi um dos mais aplaudidos. Russomanno, por sua vez, propôs que a data mudasse de nome para "Dia do Trabalhador".

Ele e Haddad também compareceram ao evento realizado na parte da tarde pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), no Vale do Anhangabaú, região central de São Paulo.

Música. Além do ato político, a festa pelo Dia do Trabalho foi marcada por atrações musicais e sorteios de prêmios, como carros e até um caminhão. Entre os cantores que passaram pelo evento da Força estão Paula Fernandes e Daniel.

A celebração da CUT também contou com atrações musicais, entre eles, a cantora Elba Ramalho e Belo. / I.P. e D.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.