Adriano Machado/Reuters
Adriano Machado/Reuters

Meirelles diz que ter participado do governo Temer não atrapalha sua candidatura

Ex-ministro da Fazenda afirmou, em entrevista ao Estadão/Broadcast no último domingo, 3, que não é candidato do mercado, do governo e de Brasília

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

06 Junho 2018 | 12h35

Pré-candidato à Presidência da República pelo MDB, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles afirmou nesta quarta-feira, 6, em sabatina promovida pelo jornal Correio Braziliense, que o fato de ter participado do governo do presidente Michel Temer não atrapalha sua candidatura. Isso porque, segundo ele, os eleitores estão olhando a trajetória e o histórico dos candidatos.

++ Meirelles se reúne com deputados do MDB em busca de apoio interno

"Absolutamente (não atrapalha). O que importa é a trajetória de sucesso. Fizemos um trabalho que gerou uma recuperação enorme do País, saímos de uma recessão enorme e o País voltou a crescer.", afirmou o emedebista, que foi lançado como pré-candidato do partido pelo próprio Temer, que desistiu de tentar reeleição.

Meirelles afirmou que a população tem consciência de que ele, como ministro da Fazenda de Temer, teve um "papel central" no processo das reformas tocadas pelo governo e na condução da economia. "Diferente de alguém que estava fora e tem outras questões e outros focos de trabalho", declarou.

++ Marun reage a Meirelles e diz que ex-ministro não tem voto

Em entrevista ao Estadão/Broadcast publicada no último domingo, Meirelles afirmou que “tirar o rótulo” de candidato do governo e do mercado à Presidência da República. Ele disse que sua candidatura não “representa especificamente” o governo Temer e, sim, seu currículo pessoal e sua atuação na iniciativa privada e no setor público.

“Estou tirando o rótulo. Por exemplo, não sou o candidato do mercado, não sou o candidato do governo, não sou o candidato de Brasília. A minha proposta é a proposta do meu histórico”, afirmou Meirelles. “Não estou tentando tirar um rótulo. Estou tentando tirar qualquer rótulo que não seja a minha proposta, meu histórico.”

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.