Ueslei Marcelino|Reuters
Ueslei Marcelino|Reuters

Marun diz que Temer não será denunciado por inquérito dos Portos

Ministro da Secretaria de Governo afirma ainda que presidente vai chegar ao 2º turno se decidir se candidatar

Carla Araújo, O Estado de S.Paulo

22 Março 2018 | 18h06

BRASÍLIA - O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, disse nesta quinta-feira, 22, que "não cogita" a possibilidade de o presidente Michel Temer ser novamente denunciado por conta do inquérito dos Portos. "Não acontecerá uma nova denúncia, não. Nós não trabalhamos com essa hipótese. E nem cogitamos essa possibilidade", declarou. "Até porque, eu repito, o decreto dos portos não beneficia a Rodrimar", completou.

++ Temer se prepara para enfrentar terceira denúncia da PGR

Apesar das declarações de Marun, a Coluna do Estadão revelou que interlocutores do presidente Michel Temertrabalham com a informação de que ele será denunciado pela terceira vez pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e começam a preparar o campo político para tentar impedir que a Câmara autorize abertura de processo contra ele no Supremo. Na noite de terça, 20, as conversas sobre o assunto se intensificaram entre advogados e ministros. A expectativa é de que a procuradora Raquel Dodge pode denunciar Temer no inquérito dos Portos antes da eleição de outubro, o que contaminará o período eleitoral. O Broadcast confirmou com um auxiliar do presidente que há sim este receio no Palácio.

++ Intervenção não ajuda Temer, diz Ipsos

Marun repetiu que o inquérito dos portos "é a investigação do assassinato de alguém que não morreu. É uma busca de pelo em ovo".

'Tenho certeza que Temer estará no 2º turno'

O ministro, que integra a chamada tropa de choque do governo, também comentou sobre a candidatura à reeleição de Temer. Enquanto a possibilidade começa a ganhar força no Palácio do Planalto, Marun disse acreditar que o presidente estará no segundo turno. "Se o presidente Temer definir por ser candidato, tenho a mais absoluta certeza de que ele estará no segundo turno", afirmou o ministro em coletiva no Palácio do Planalto.

++ Jucá afirma que Temer está 'estudando' candidatura

Segundo Marun, mesmo que não seja o presidente, o candidato governista também teria sua vaga assegurada no segundo turno da disputa. "Nós entendemos que o candidato de governo vai disputar o segundo turno. Este é nosso entendimento. Nós temos um cabedal de realizações, um conjunto de sucesso neste governo e temos um rumo a apresentar para nosso país que vai levar nosso candidato ao segundo turno. Contra quem eu não sei", completou.

++ Após admitir possibilidade de reeleição, Temer vai ao Nordeste em agendas positivas

Mais cedo, em entrevista para a rádio Caraíbas, de Irecê (BA), o presidente Michel Temer repetiu que avalia ser candidato à reeleição. "Eu estou pensando nisso, não é improvável, mas ainda estou pensando nessa matéria", disse Temer.

Mais conteúdo sobre:
Carlos MarunMichel Temer

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.