Marta diz que Kassab 'não tem imagem própria'

A candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, ironizou hoje a estratégia do adversário do DEM, prefeito Gilberto Kassab, de colar sua imagem à do governador do Estado, José Serra, de quem foi vice, para evitar uma associação com o ex-prefeito Celso Pitta. "Quem não tem imagem própria, tem que se associar a alguém", afirmou, após visitar a Associação de Moradores da Cohab Itaquera, na zona leste da capital.A petista voltou a criticar a gestão de Pitta, a quem sucedeu, e aproveitou para atacar Kassab, que foi secretário de Planejamento do ex-prefeito. "Eu peguei o caos e cheguei até o Bilhete Único. E a gestão atual fez o caos no transporte", disse Marta, criticando Kassab tanto na gestão de Pitta quanto na atual. A candidata manteve a estratégia de comparar administrações e trajetórias políticas, em uma tentativa de atingir seu opositor, que venceu o primeiro turno. Kassab obteve 33,61% dos votos válidos, enquanto a petista ficou com 32,79%.Marta voltou a evocar o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Afirmou que, se eleita, pegará a Prefeitura em uma "situação bastante melhor, graças ao governo Lula, e à economia do País, que está bombando". "Você trabalhar em uma situação de bonança econômica no País é muito mais fácil, e quem conseguiu fazer o que a gente fez na adversidade vai poder fazer muito mais", prometeu.A candidata minimizou a questão das alianças no segundo turno. O PSDB deve formalizar hoje o apoio ao candidato do DEM, enquanto Soninha Francine (PPS) afirmou que não apoiará a petista, e o candidato do PP, Paulo Maluf, disse que se manterá neutro. "É o partido que trata (das alianças), mas essa não é a minha preocupação. Minha preocupação é o eleitor", pontuou Marta. "O eleitor não vota em quem a cúpula do partido manda."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.