Marta cotada para o lugar de Ana de Hollanda na Cultura

As mudanças pontuais da presidente Dilma Rousseff em seu ministério devem incluir a saída da ministra Ana de Hollanda da Cultura. Foi o que a própria presidente confidenciou a mais de um interlocutor, ao enfatizar a disposição de uma mudança "fatiada". Em conversas reservadas, Dilma avaliou que Ana de Hollanda não conseguiu boa articulação para enfrentar as pressões e lutas em torno de sua pasta.

O Estado de S.Paulo

20 de janeiro de 2012 | 03h03

A mexida na Cultura pode ser duplamente útil ao governo: de um lado contemplar o PT, que vai perder a Ciência e Tecnologia para um cientista, Marco Antonio Raupp, e ainda compensar a senadora Marta Suplicy (PT-SP), que deixou a disputa pela Prefeitura de SP. / CHRISTIANE SAMARCO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.