Marta cita Bolsa-Família e tenta colar imagem a de Lula

'Se não fosse o governo federal e o estadual, a Prefeitura não teria nenhuma iniciativa a não ser o renda mínima'

da Redação,

31 Julho 2008 | 23h39

Ao questionar a candidata Soninha Francine (PPS), Marta Suplicy (PT) aproveitou para criticar a atual gestão de Gilberto Kassab (DEM) e elogiar programas do governo federal numa tentativa de colar sua imagem a do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. "Hoje, se não fosse o governo federal e o estadual, a Prefeitura não teria nenhuma iniciativa a não ser o renda mínima", disse Marta, ao questionar Soninha sobre o que ela faria nessa área se fosse eleita. Marta insistiu ainda que a cidade de São Paulo é muito desassistida e citou o Lula e o Bolsa-Família como bons exemplos.   Veja também: Fórum: Na sua opinião, quem se saiu melhor no debate? Kassab provoca Marta e desafia: 'Quem criou mais taxas'? 'Educação na gestão Alckmin foi pior que a do Piauí', diz Maluf Marta prega 'união' com Serra e Kassab se diz parceiro de Lula Kassab fala sobre 'fichas-sujas' e se defende de acusações Sem citar Marta, Kassab diz que 'faz corredor como se deve' Contra poluição de carros, Maluf quer 'freeway' nas marginais Conheça os candidatos nas principais capitais  Calendário eleitoral das eleições deste ano  Especial tira dúvidas do eleitor   Veja as regras para as eleições municipais   Soninha desmentiu Marta e afirmou que a cidade tem, sim, outros projetos, apesar de serem insuficientes. Ela disse que vai atender a população de rua, e que é necessário ter um programa que saiba identificar as diferentes necessidades da população que vive nas ruas. "Eu sempre fiquei muito aflita. Eu quis ser vereadora para ampliar meu poder de ajudar as pessoa", disse.

Mais conteúdo sobre:
Eleições 2008 debate

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.