Marta arrecadou R$ 4,63 mi; Alckmin, R$ 4,17 mi

Divulgada hoje pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), a segunda prestação parcial de contas dos candidatos a prefeito da capital paulista mostra a ex-ministra do Turismo (PT) com uma arrecadação acumulada de R$ 4,63 milhões e despesas totais até agora de R$ 4,49 milhões, as maiores entre os 11 postulantes do cargo.Na primeira parcial, publicada em 12 de agosto, o prefeito Gilberto Kassab (DEM) liderava a arrecadação, com R$ 2,65 milhões. Mas, até as 21h30 de hoje, não foi possível o confronto dos números porque o TRE-SP não havia inserido os dados de Kassab na página do tribunal na internet (www.tre-sp.gov.br) nem a coordenação de campanha do prefeito de São Paulo havia divulgado as informações.Na segunda parcial, Marta declarou uma receita de R$ 1,14 milhão em doações, com R$ 17,9 mil recebidos de pessoas físicas e R$ 1,13 milhão de pessoas jurídicas. De outros candidatos e de comitês, ela declarou ter recebido R$ 3,1 milhão. De acordo com o relatório, Marta não investiu nenhum recurso próprio na campanha. Mas, entre as verbas de partidos, a campanha teve uma receita de R$ 393,06 mil.As contas parciais da campanha do candidato Geraldo Alckmin também não haviam sido divulgadas pelo TRE, mas a página da candidatura na internet publicou os números. Alckmin declarou receita exatamente igual à despesa: de R$ 4,17 milhão. Foram R$ 250 mil de recursos próprios, outros R$ 250 mil de pessoas jurídicas e R$ 3,9 milhões de verbas de outros candidatos e comitês.O candidato Paulo Maluf (PP) apresentou receita de R$ 43,08 mil e despesa de R$ 16,57 mil. Entre as doações, foram R$ 1,7 mil de recursos próprios e R$ 41,38 mil de dinheiro de outros candidatos e comitês.A candidata Sonia Francine (PPS) declarou R$ 226,7 mil de receita e R$ 174,9 mil de despesas. Edmilson Costa (PCB) arrecadou R$ 8,06 mil e gastou R$ 3,43 mil. Renato Reichmann (PMN) declarou receita de R$ 6,89 mil e despesa de R$ 6,78 mil. Levy Fidelix (PRTB) afirma ter arrecadado R$ 10,7 mil e gastado R$ 12,11 mil. Ivan Valente (PSOL) declarou receita de R$ 90,37 mil e despesa de R$ 70,04 mil. Ciro Moura (PTC) apresentou receita de R$ 5,8 mil e despesa de R$ 1,05 mil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.