Marta agradece Paulinho por buscar votos de Alckmin

A candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, agradeceu hoje o esforço feito pelo presidente da Força Sindical, deputado federal Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), o Paulinho, na busca de apoios à sua candidatura. "Me comove, Paulinho, o esforço que você está fazendo pessoalmente em conquistar as categorias e sindicatos que apoiaram Geraldo Alckmin (PSDB) no primeiro turno e agora vêm para nossa campanha", afirmou Marta, em ato público no qual recebeu o apoio do Sindicato dos Frentistas do Estado, em um posto de combustíveis no bairro da Aclimação, na zona sul. O sindicato havia apoiado o tucano na primeira fase da disputa.Em discurso para frentistas, Marta voltou a criticar duramente seu adversário do DEM, o prefeito Gilberto Kassab, destacando sua trajetória política. "Além de ter sido o braço direito do (ex-prefeito Celso) Pitta, ele organizou o ''Reage Pitta'' (movimento de apoio ao ex-prefeito na tentativa de evitar seu impeachment) quando já se sabia dos precatórios", atacou Marta. "Nós vamos continuar insistindo que a população tem que saber esse DNA do Kassab."A petista manteve a estratégia de tentar desconstruir o adversário. "Ele age de uma forma como prefeito e age de outra na propaganda", acusou. E fez um alerta à população: "Essa pessoa vai ter um voto que é dele, não é do Serra", na tentativa de descolar o prefeito da imagem do governador de São Paulo, José Serra (PSDB). "O DNA dele é muito claro: é PFL e Pitta", disse Marta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.