Marta admite derrota e pede que povo fiscalize prefeito

A candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, fez um breve pronunciamento por volta das 19 horas admitindo a derrota para Gilberto Kassab (DEM). Ela agradeceu aos sindicatos, cabos eleitorais, à militância e aos partidos aliados. Disse também que cabe ao povo da cidade fiscalizar e cobrar as promessas.O deputado federal Jilmar Tatto (PT-SP), um dos coordenadores da campanha de Marta, acusou as "elites" de organizarem um movimento para derrotar a candidatura do PT na eleição municipal. "Foi uma frente das elites de São Paulo para derrotar a candidata do PT", criticou. Ele avaliou que foi uma disputa política bastante acirrada, mas acredita que a petista "resistiu muito".Tatto acusou Kassab de utilizar a máquina pública durante a campanha. "O uso da máquina da Prefeitura e do Estado foi muito grande." Antes de Marta reconhecer a derrota, Tatto prometeu que, se Kassab fosse eleito, o PT iria cobrar as promessas feitas durante a campanha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.