'Marineiro pode ser o fiel da balança', diz cientista político

Os paulistanos que votaram em Marina Silva podem definir a eleição de outubro, avalia o cientista político e professor emérito da Universidade de Brasília (UnB) David Fleischer. Ele aposta que os 20% de votos válidos recebidos por Marina em 2010 já estejam no foco dos candidatos que pretendem ser a 3ª via entre PT e PSDB. "Esses 20% podem ser o fiel da balança. Os candidatos terão estratégia e propostas para tentar sensibilizar e captar esse eleitor. A campanha negativa contra e os ataques dos outros candidatos também contam", diz. Para Fleischer, os marineiros não votarão no PV e buscarão um candidato entre José Serra (PSDB), Fernando Haddad (PT), Celso Russomanno (PRB) e Gabriel Chalita (PMDB). "É um eleitor com alguma consciência verde, e que quer um candidato honesto, sem ligação com corrupção. Isso ficou muito evidente, por causa dos eleitores que deixaram de votar na Dilma", explica ele, para quem o mensalão pesou. O pesquisador analisa que o paulistano considera Soninha (PPS) "inviável", apesar do esforço dela em se mostrar "verde". / J.D. e F.F.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.