Twitter Marilia Arraes/Reprodução
Twitter Marilia Arraes/Reprodução

Marília Arraes diz que respeita a decisão do PT, mas vai recorrer

Vereadora do Recife e pré-candidata do PT ao governo de Pernambuco afirmou que o encontro estadual está mantido para esta quinta-feira

Kleber Nunes, O Estado de S.Paulo

01 de agosto de 2018 | 20h49

RECIFE – A vereadora do Recife e pré-candidata do PT ao governo de Pernambuco, Marília Arraes, disse, em coletiva de imprensa em Recife nesta quarta-feira, 1, que “respeita a decisão da Executiva Nacional, mas não concorda e que vai recorrer”. A petista declarou que não se tratava de uma intervenção da cúpula do PT, atacou o governador e pré-candidato à reeleição, Paulo Câmara (PSB) e culpou os pessebistas por pressionar a cúpula do partido com “chantagens” em troca do apoio a um “governo falido”.

+++ Análise: Ciro Gomes, o candidato do eu sozinho

Marília reafirmou que o encontro estadual do PT está mantido para esta quinta-feira, 2, e convocou os 300 delegados da agremiação para votar em favor da candidatura própria do partido no Estado.

“Não é surpresa (a decisão da direção nacional). Nossa candidatura nasceu das bases, ganhou corpo e assustou os adversários que manobraram e adiaram três vezes o encontro estadual porque sabem que vamos ganhar. Somos os únicos capazes de defender o projeto do presidente Lula e vamos recorrer até a última instância”, declarou.

De acordo com a deputada estadual e membro da direção nacional do PT, Teresa Leitão, foi protocolado um recurso contra a decisão. O pedido deve ser apreciado no encontro da direção nacional da sigla, sexta-feira em São Paulo.

“Lula deu todos os sinais (de que apoia a candidatura própria do PT em Pernambuco) antes e depois da prisão. Inclusive mandou recados públicos por pessoas idôneas que não colocariam palavras na boca do presidente”, disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.