Reprodução
Reprodução

Marido de Ana Maria Braga é sombra malufista de Haddad nas ruas de SP

Marcello Frisoni, candidato a vereador pelo PP, faz de tudo para sair nas fotos dos eventos oficiais do petista

BRUNO LUPION, O Estado de S.Paulo

26 de agosto de 2012 | 03h04

Seja pedindo votos no extremo leste ou nas represas ao sul da capital, Fernando Haddad, candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, costuma ter em sua cola um empresário de 42 anos, adepto de roupas de grife e grande admirador de Paulo Maluf, neoaliado dos petistas. Marcello Frisoni, marido da apresentadora Ana Maria Braga, dono de um patrimônio declarado de R$ 6,5 milhões e candidato a vereador pelo PP, já é conhecido na campanha como o "papagaio de pirata" de Haddad.

Quando ele próprio não marca presença sobre o ombro do petista na hora da foto, seus cabos eleitorais não deixam por menos: são treinados para posicionar a placa do candidato no melhor ângulo para as câmeras.

A tática por vezes irrita militantes petistas. Na quinta passada, durante caminhada pelo Capão Redondo, zona sul, um deles bloqueou a placa de Frisoni com outra que mostrava a foto de Haddad. "Tira esse cara daí", gritou.

Frisoni diz que financia sua candidatura com recursos próprios e pretende gastar "o que for preciso" para se eleger. "Sou apaixonado por política desde pequeno", diz. Ele lembra que, na sua juventude, não havia alma viva em seu bairro - Jardim Paulista - que não votasse em Maluf. Vem dessa época a admiração pelo presidente do seu partido.

Ele afirma estar sentindo na pele algo que sempre achou "lindo" no PT: "A força da militância voluntária". No seu caso, porém, as militantes são admiradoras de Ana Maria Braga, que o procuram em busca de panfletos e adesivos. "Estou arrebanhando as fãs da minha mulher", gaba-se.

Mulheres não faltam em suas andanças, sempre vestidas com camiseta da campanha e saias ou shorts curtos, a quem Frisoni distribui beijos.

Segundo ele, pesquisas do PP indicam que sua candidatura decolou e, se a eleição fosse hoje, ele garantiria uma vaga. "Vou ser o melhor vereador que São Paulo já teve", diz, parafraseando "doutor Paulo".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.