Maria do Rosário recebe apoio de cinco prefeitos do RS

A candidata do PT à prefeitura de Porto Alegre, Maria do Rosário, recebeu o apoio de cinco prefeitos de cidades da região metropolitana eleitos pelo partido em ato de campanha na Esquina Democrática, no centro da capital gaúcha, hoje. Nos discursos, os aliados defenderam os benefícios que um "eixo de integração" de projetos ligados ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva traria à região metropolitana.Se o partido eleger Maria do Rosário em Porto Alegre e Jairo Jorge no município de Canoas assumirá seis cidades em seqüência territorial, na faixa mais movimentada da região metropolitana, até Novo Hamburgo, passando por Esteio, Sapucaia do Sul e São Leopoldo. "Nessas cidades vive 25% da população do Rio Grande do Sul, o que dá aos municípios, integrados, uma força extraordinária para negociar com o governo federal e também com o governo estadual", disse Ary Vanazzi, prefeito reeleito de São Leopoldo.Como promessa de governo, Maria do Rosário afirmou a criação de uma Agência Metropolitana de Desenvolvimento, para buscar soluções para problemas comuns com os municípios da região, como transporte, saúde, meio ambiente e recolhimento de lixo. "Nosso projeto de desenvolvimento tem que olhar para além das fronteiras dos nossos municípios", afirmou a candidata da coligação "Frente Popular" (PSL-PTC-PRB-PT).Embora possa contar com as declarações de apoio dos prefeitos eleitos, Maria do Rosário ainda não conseguiu comemorar a adesão do PCdoB, da candidata Manuela D''Ávila - coligação "Porto Alegre é Mais" (PCdoB-PPS-PR-PTdoB-PMN-PSB-PTN) -, derrotada no primeiro turno, à sua campanha. Dirigentes municipais dos dois partidos se reuniram hoje, mas o acordo ainda não foi fechado. FogaçaO prefeito José Fogaça (PMDB), que concorre à reeleição pela coligação "Cidade Melhor - Futuro Melhor" (PTB-PSDC-PMDB-PDT), tem encontrado menos dificuldades para conquistar novos apoios para o segundo turno. Hoje, foi a vez do DEM confirmar o que já era tido como certo e anunciar que vai recomendar o voto no peemedebista. O PPS, que estava com Manuela, tende a ficar com Fogaça, mas a decisão só deve ser anunciada na quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.