Marco Maia sugere CPI para investigar rede de Cachoeira

O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), disse ontem que pode apoiar a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o esquema chefiado por Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso pela Polícia Federal.

O Estado de S.Paulo

04 de abril de 2012 | 03h07

"A lista de contatos de Cachoeira é emblemática porque vai desde políticos, passa pelo Executivo e pelo Judiciário e chega a jornalistas", disse. "Isso nos leva a crer que é preciso haver uma investigação mais aprofundada sobre essas relações e os impactos que tiveram na vida do País nos últimos anos."

Maia disse que enviará ao Conselho de Ética as representações contra deputados sob suspeita. Há pedidos de processo contra Rubens Otoni (PT), Sandes Junior (PP) e Carlos Alberto Leréia (PSDB), todos de Goiás. / JOÃO DOMINGOS e DENISE MADUEÑO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.