Marcio Lacerda diz que 'não há chance' de Eduardo Campos concorrer em 2014

O prefeito Marcio Lacerda (PSB), que disputa a reeleição em Belo Horizonte, afirmou ontem que descarta a possibilidade de uma disputa entre o presidente de seu partido, o governador Eduardo Campos (PE), e a presidente Dilma Rousseff em 2014.

O Estado de S.Paulo

29 de agosto de 2012 | 03h04

Para o prefeito, a não ser que haja "um desastre econômico", nenhum candidato terá condição de derrotar Dilma. Nem o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que ele considera "competitivo", mas que poderia participar do pleito para se preparar para a eleição de 2018. "Não vejo o PSB disputando a Presidência em 2014", resumiu o prefeito. Em sabatina do jornal Folha de S. Paulo em Belo Horizonte, ele definiu como "pontuais" os rompimentos da aliança entre PSB e PT na capital mineira, no Recife e em Fortaleza.

"Cada fato tem uma história própria. Há uma certa coincidência, mas motivada por um link comum, a extrema dificuldade do PT de entrar em acordo dentro dele, entre suas diversas correntes". / MARCELO PORTELA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.