Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

Freixo recebe apoio de Armínio Fraga e comandante do Bope

Economistas, evangélicos, policiais e artistas assinam carta de apoio à candidatura de Marcelo Freixo ao governo do Rio de Janeiro; nomes como o de Armínio Fraga e André Lara Resende integram a lista

Giordanna Neves, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2022 | 07h52

Mais de 800 personalidades assinaram uma carta em apoio à candidatura do deputado federal Marcelo Freixo (PSB) ao governo do Rio de Janeiro. Nomes como dos economistas Armínio Fraga e André Lara Resende, de evangélicos e de membros da forças de segurança, além de artistas, estão entre os apoiadores. Freixo busca se posicionar como moderado na campanha e vem abrindo diálogo com setores que são vistos como contrários a candidaturas de esquerda.

“Nós, que endossamos esta carta, estamos convictos de que para sairmos do atoleiro nós temos que colocar as diferenças de lado e trabalharmos todos juntos pelo bem comum, porque a sobrevivência de milhões de famílias depende disso”, diz um trecho do documento. O movimento, chamado de Virada RJ, é liderado por Luis Eduardo Soares, antropólogo e especialista em segurança pública.

“Marcelo Freixo está pronto para disputar o governo do Estado do Rio de Janeiro, partindo de um patamar superior àquele do qual ele mesmo partira nas eleições majoritárias municipais”, afirma o texto.

No setor evangélico, a carta foi assinada por nomes como dos pastores Ariovaldo Ramos, líder da Comunidade Cristã Renovada e Aécio Pinto Duarte, membro da Ordem dos Pastores Batista do Brasil (OPBB).

Na segurança pública, o Comandante da Escola Superior da Policia Militar do Rio, coronel Antonio Carballo, e o antropólogo e ex-chefe do Estado-Maior da PM, coronel Robson Rodrigues, manifestaram apoio a Freixo. O ex-comandante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e da Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel Alberto Pinheiro Neto, também assinou o documento.

Ex-ministros dos governos José Sarney (MDB), Fernando Henrique Cardoso (PSDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT) também participam do movimento. Entre eles, os ex-ministros da Fazenda Luiz Carlos Bresser-Pereira, Nelson Barbosa e Guido Mantega; o ex-ministro da Saúde José Gomes Temporão; o ex-ministro da Relações Exteriores Celso Amorim; e da ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva assinaram a carta.

Artistas como Chico Buarque, José Padilha, Miguel Falabella, Taís Araújo, Wagner Moura, Marcelo Serrado e Glória Pires também aderiram ao movimento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.