Jonathas Cotrim 
Jonathas Cotrim 

Manuela D’Ávila coloca questão financeira como prioritária para Minas Gerais

Pré-candidata esteve em Belo Horizonte para lançamento de pré-candidatura à Câmara dos Deputados

Jonathas Cotrim , O Estado de S.Paulo

16 de julho de 2018 | 23h21

BELO HORIZONTE - A pré-candidata à Presidência da República nas eleições 2018 Manuela D’Ávila (PCdoB) colocou a resolução da crise financeira como uma das prioridades de sua campanha para Minas Gerais. A presidenciável explicou sobre a necessidade de revisão da lei Kandir para resolver os problemas financeiros que atingiram o Estado.

“A renegociação da Lei Kandir deve ser objeto de debate e interessa a diversos Estados. Aqui em Minas ainda tem mais capacidade de se investir”, afirmou a pré-candidata. 

A revisão da Lei Kandir é um dos pontos pleiteados pelo governador Fernando Pimentel (PT), pré-candidato ao governo do Estado. A lei determina a desoneração do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços, o que teria provocado uma evasão dos recursos em Minas Gerais. De acordo com o governo estadual, Minas deixou de arrecadar R$ 135 milhões nos últimos 20 anos por conta da Lei Kandir. 

++ Em culto, Meirelles recebe oração e apoios de pastor e ministro de Temer 

Em Belo Horizonte, Manuela D’Ávila compareceu ao lançamento da pré-candidatura a deputado federal do presidente do diretório estadual do PCdoB, Wadson Ribeiro. A pré-candidata do partido ao Senado, Jô Moraes também esteve presente no evento, que aconteceu em uma pizzaria na capital mineira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.