Maia e Garotinho fecham união contra Paes no Rio

Depois de mais de dez anos de conflito, o ex-prefeito Cesar Maia (DEM) e o ex-governador Anthony Garotinho (PR) formalizaram ontem uma frente de oposição ao prefeito Eduardo Paes (PMDB), mas o encontro mostrou que há muitas diferenças a serem superadas.

LUCIANA NUNES LEAL / RIO, O Estado de S.Paulo

28 de fevereiro de 2012 | 03h06

Cesar Maia foi vaiado quatro vezes por correligionários de Garotinho, que eram maioria absoluta no auditório para 3 mil pessoas. Candidato a prefeito, Rodrigo Maia, filho de Cesar, também recebeu vaias ao ser chamado a discursar. A plateia foi hostil até quando Clarissa Garotinho, filha do casal e vice de Rodrigo Maia, elogiou a gestão de Cesar Maia.

Coube à ex-governadora e prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, serenar os ânimos e indiretamente pedir calma à plateia. "As diferenças ficaram para trás", afirmou.

Anunciada como o encontro do DEM e do PR para lançar a Frente Republicana, Democrática e Popular, que se estenderá a mais de 50 dos 92 municípios fluminenses, a festa serviu para exaltar Garotinho e lançá-lo informalmente como pré-candidato ao governo em 2014.

No discurso, Garotinho provocou risos ao comparar o governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) e Eduardo Paes a personagens da novela Fina Estampa, da TV Globo. "É a dupla perfeita, a Teresa Cristina e o Crô. O governador passa 24 horas por dia pensando maldade. E o prefeito faz tudo que o governador manda."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.