Lula grava vídeo e reforça campanha de Haddad

Liberado pelos médicos para subir em palanques, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começa a encarar hoje o desafio de fazer decolar a candidatura de seu ex-ministro da Educação Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo, que tem 6% das intenções de voto, segundo a última pesquisa Ibope. Lula passará parte do dia gravando mensagens de apoio ao candidato petista.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, O Estado de S.Paulo

08 de agosto de 2012 | 03h08

O ex-presidente vinha se resguardando da atividade eleitoral por ordens médicas, devido ao tratamento de um câncer na laringe. Na segunda-feira, ele recebeu o sinal verde dos médicos para entrar na campanha. Até ontem, não estava definido se e quando Lula participará do corpo a corpo. Mas a campanha do PT providenciou um carro para acomodar de forma confortável o ex-presidente em possíveis carreatas.

Além da capital, Lula deve participar de campanhas petistas na Grande São Paulo, especialmente em São Bernardo do Campo, Santo André e Diadema. Também deve ajudar em candidaturas do PT pelo País.

Ontem, Lula recebeu a visita do ministro do Tribunal de Contas da União, José Múcio Monteiro Filho. Um dos temas do encontro foi a situação eleitoral no Recife. Lula está preocupado com o problema criado pela candidatura de Geraldo Júlio, lançado pelo PSB do governador Eduardo Campos. Embora aliado do PT no âmbito nacional, Campos alegou o conflito interno dos petistas para optar por candidatura própria.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.