Lula grava depoimento para Paes,do PMDB, no Rio

Presidente foi convencido por Cabral, padrinho político do candidato, a receber Paes em um almoço na terça

Luciana Nunes Leal, de O Estado de S.Paulo

10 de outubro de 2008 | 17h00

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva , que ficou fora da campanha do Rio no primeiro turno, gravou na tarde desta sexta-feira, 10, um depoimento de apoio ao candidato do PMDB à prefeitura da capital, Eduardo Paes. O presidente foi convencido pelo governador Sérgio Cabral, padrinho político do candidato, a receber Paes em um almoço na última terça-feira, no Rio. Depois do encontro, ficou de analisar como participaria da campanha. Lula optou por uma mensagem para o programa eleitoral gratuito, que volta ao ar na segunda-feira.   Veja Também:   Especial: Perfil dos candidatos no Rio   Vereador digital: Depoimentos e perfis de candidatos em São Paulo   Tire suas dúvidas sobre as eleições   O presidente recebeu Eduardo Paes e Sérgio Cabral no Hotel Hilton, em São Paulo. Em 2005, durante a CPI dos Correios, Paes era deputado do PSDB e fez uma série de acusações ao presidente e a ministros petistas. Depois, foi para o PMDB e agora faz campanha apresentando-se como aliado do presidente.   Apesar o ressentimento por causa da postura de Paes no passado, assessores do presidente disseram que Lula considerou importante fazer um depoimento sobra as vantagens de o Rio ter na prefeitura um aliado do governo federal. Paes disputa com o candidato do PV, deputado Fernando Gabeira, que tem aliança com o PSDB e no segundo turno recebeu apoio do DEM, partido do prefeito Cesar Maia.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.