Lula e Marta são ovacionados em carreata na zona leste de SP

Presidente faz campanha com ex-prefeita em São Miguel Paulista; são aguardadas cerca de 10 mil pessoas

Andréia Sadi, do estadao.com.br,

30 de agosto de 2008 | 11h55

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, Marta Suplicy, participaram de uma carreata na manhã deste sábado, 30, em São Miguel Paulista, zona leste da cidade. Posicionados em um jipe aberto com o deputado Aldo Rebelo (PC do B), o presidente e a ex-prefeita acenavam e saudavam a população presente no local. Mesmo com a chuva que caia na capital paulista, milhares de pessoas se debruçavam nas janelas das casas para ver o carro passar e até crianças gritavam "eu vou votar no Lula".   Veja também: Alckmin cai, Kassab sobe e reduz diferença para tucano Confira o perfil dos candidatos à Prefeitura de São Paulo    Foto: José Luís da Conceição/AE   O senador Aloizio Mercadante (PT-SP), Eduardo Suplicy (PT-SP) e o presidente da Câmara dos Deputados, Arlindo Chinaglia (PT), seguiam Lula e Marta de um outro carro, que vinha logo em seguida. Após a carreata, Lula irá subir no palanque com Marta para um comício em São Miguel.   Grande expectativa   Lula chegou com atraso para o evento, que estava marcado para começar às 11 horas. A ex-prefeita chegou em São Miguel por volta das 11h30, entrou em uma igreja católica e não falou com a imprensa. O presidente chegou 11h50 e entrou na mesma igreja que Marta.   Segundo a organização do evento, eram aguardadas cerca de dez mil pessoas para o comício; no entanto, a Polícia Militar afirmou que a carretada e o comício reuniram de 3 a 4 mil pessoas. Antes do início do evento, Mercadante afirmou para a imprensa que "existe um sentimento comum que é o de que Marta volte à Prefeitura de São Paulo".   Questionado sobre a pesquisa Ibope contratada pelo Estado e pela TV Globo, que apontou Marta na liderança da corrida paulistana - com 39% das intenções de voto -, Mercadante afirmou que "o resultado motiva ainda mais a militância do PT, principalmente na periferia".   Mercadante declarou ainda que "existe a possibilidade de Lula vir outra vez para São Paulo". É a primeira vez nesta campanha que o presidente sobe no palanque para apoiar a candidata. "Nenhum presidente na história do País teve o prestígio e apoio popular que Lula tem. A participação dele é muito importante", declarou o senador.   Rebelo disse que "a candidatura do Alckmin é muito forte, a do Kassab tem potencial e a da Marta já demonstrou sua força liderando todas as pesquisas". No entanto, ele acredita que "a eleição está disputada entre três candidatos e não dá falar em ganhar já no primeiro turno".  

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.