Lula até vê jogo após começar radioterapia

Após ter iniciado uma nova etapa na luta contra o câncer na laringe, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou ontem à tarde o hospital Sírio-Libanês, na capital paulista, onde foi submetido à primeira sessão de radioterapia e a uma sessão complementar de quimioterapia.

O Estado de S.Paulo

05 de janeiro de 2012 | 03h06

Durante as seis horas em que esteve no hospital, Lula recebeu a visita do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (PSD), e ainda assistiu a parte do jogo entre Corinthians e Santos (da Paraíba), pela Copa São Paulo.

Segundo o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o ex-presidente e Kassab conversaram sobre "quase tudo". "Falaram de futebol, da cidade de São Paulo e sobre enchentes."

Bem-humorado, Lula acompanhou a partida de futebol pela TV, enquanto fazia a sessão de quimioterapia. "Ele vibrou muito com a molecada", afirmou, referindo-se à goleada de 9 a 0 do Corinthians, time de Lula.

Segundo Okamotto, o ex-presidente reagiu bem à nova fase do tratamento. "Ele começou com o pé direito." Além da sessões de radioterapia e de quimioterapia, Lula teve consultas hoje com um fonoaudiólogo e com um dentista. O objetivo é evitar que os efeitos colaterais (surgimento de aftas, perda de apetite, dificuldade para engolir, entre outros) se agravem nas próximas seis ou sete semanas previstas para o tratamento.

Nesse período, Lula terá sessões diárias de radioterapia, com exceção dos finais de semana, tendo de se deslocar de sua casa em São Bernardo do Campo (ABC) para o hospital, na região central de São Paulo. O ex-presidente terá ainda uma sessão semanal de quimioterapia. Segundo Okamotto, caso o trânsito seja muito pesado nesse trajeto, provocando cansaço em Lula, a família pode optar pelo aluguel de um flat ou de um apartamento próximo ao hospital. Lula se alimentou normalmente ontem e não tinha apresentado efeitos colaterais. / DAIENE CARDOSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.