Lula age para PT ter palanque forte em Pernambuco

Três dias após o ingresso de Marina Silva no PSB, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu com dirigentes do PT de Pernambuco e deflagrou uma operação para dar à presidente Dilma Rousseff um palanque forte na terra do governador Eduardo Campos (PSB). Lula, que até a semana passada dizia ser possível que Campos não disputasse a eleição presidencial, ontem deu a candidatura do pernambucano como consolidada, após a aliança com Marina.

Fernando Gallo, O Estado de S.Paulo

09 de outubro de 2013 | 02h13

Na reunião, ficou acertado que o PT de Pernambuco e a Executiva Nacional do partido conversarão na semana que vem para traçar uma estratégia envolvendo os cargos que os petistas têm no governo de Campos. O mais provável é que os petistas anunciem o desembarque, retrucando o gesto feito há três semanas, quando o PSB deixou os cargos que tinha no governo federal.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2014PTCamposPernambucoLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.