Lugo fala hoje sobre conflito com brasiguaios

O ministro do Interior do Paraguai, Carlos Filizzola, defendeu ontem os carperos, sem-terra paraguaios que invadiram terras dos brasileiros naquele país, e disse que o despejo dos invasores será feito "sem violência". Em Assunción, espera-se para hoje um pronunciamento oficial do presidente paraguaio, Fernando Lugo, sobre o conflito. Ele se reuniu sábado com ministros e assessores para discutir a crise.

JOSÉ MARIA TOMAZELA , SOROCABA, O Estado de S.Paulo

06 de fevereiro de 2012 | 03h09

De acordo com a versão digital do jornal paraguaio ABC, o ministro Filizolla disse que os carperos "não são animais, são pessoas", e defendeu a negociação para o cumprimento das ações de reintegração de posse das fazendas ocupadas.

Mais de sete mil carperos, muitos deles armados, se concentram na região de fronteira para pressionar os brasiguaios. Além das propriedades invadidas na zona de Ñacunday, os carperos mantém sob cerco outras fazendas em Santa Rosa del Monday, na mesma região. Os sem-terra paraguaios mantêm invadidas ainda três propriedades de brasileiros na região de Ñacunday, no Alto Paraná, a cerca de 70 km da fronteira com o Brasil.

De acordo com Filizzola, a polícia não pode entrar na área sem cumprir o protocolo que estabelece a negociação em primeiro lugar. "Tem de falar com as pessoas, analisar o terreno, determinar quantos estão ali. Como se vai entrar se não se estudou bem o lugar?", perguntou.

A defesa, pelo ministro, de procedimentos que atrasam a desocupação pode acirrar o conflito, avalia Paulo Muller, do Sindicato Rural de Foz do Iguaçu. Para ele, a demora no cumprimento da ordem judicial sinaliza aos brasiguaios que o governo do Paraguai está do lado dos carperos. "Há um clima de insatisfação com a forma como o governo está conduzindo a questão", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.