Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Lindbergh Farias diz que revolucionou educação e melhorou saúde em Nova Iguaçu

Em entrevista ao 'RJ TV', da TV Globo, candidato do PT ao governo do Rio critica ainda gestão de Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

19 de agosto de 2014 | 19h54

RIO - Em entrevista ao RJ TV, da TV Globo, o candidato do PT a governador do Rio, Lindbergh Farias, defendeu nesta terça-feira, 19, sua gestão como prefeito de Nova Iguaçu e afirmou que revolucionou a educação e melhorou a saúde, além de criticar o governo de Sérgio Cabral e Luiz Fernando Pezão (PMDB).

"Eu fui reeleito prefeito de Nova Iguaçu com 65% dos votos. Fiz uma revolução na educação, e melhoramos a saúde. Posto de saúde funcionava dois dias por semana, eu coloquei pra funcionar todos os dias. Sabe por que a saúde não está boa? Porque o governo do Estado investe apenas 7% na área. Eu quero resolver os dois principais problemas da saúde: a falta de médicos e a dificuldade de marcar exames", afirmou.

"O governo do Estado só olha para o Rio cartão-postal, para as áreas ricas. Não investe na Baixada, na zona norte, na zona oeste", criticou Lindbergh, ainda falando sobre saúde.

O petista prometeu levar ações sociais às favelas onde atualmente estão as Unidades de Polícia Pacificadora (UPP). Segundo Lindbergh, a permanência da polícia é só uma das melhorias, mas as comunidades devem receber outros investimentos. "Só a presença da polícia não resolve. Tem de ter escola em período integral, ensino profissionalizante."

Contratos irregulares. Questionado sobre as denúncias de contratos irregulares firmados durante seus dois mandatos como prefeito, Lindbergh negou ter cometido atos ilegais. "Todos os processos que chegaram ao Supremo Tribunal Federal foram arquivados. Nenhum processo prosperou. Eu não tenho condenação, sou um candidato diferente dos meus adversários", disse.

Nesta segunda-feira, 18, o entrevistado no RJ TV foi o governador e candidato à reeleição Luiz Fernando Pezão. Nesta quarta-feira, 20, será a vez do candidato do PR ao governo, o deputado federal Anthony Garotinho.

Mais conteúdo sobre:
Lindbergh Farias

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.