Líderes pedem inclusão de PEC da reforma política na pauta da CCJ da Câmara

PEC 352 foi elaborada pelo grupo conduzido pelo deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) em 2013 e aguarda votação na CCJ

Daiene Cardoso e Ricardo Della Coletta, O Estado de S. Paulo

28 de outubro de 2014 | 19h55

Brasília - Um total de 16 líderes partidários da Câmara dos Deputados assinaram na tarde desta terça-feira, 28, um documento pedindo que a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) inclua na pauta de votações a mais recente proposta de reforma política elaborada pelos parlamentares. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 352 foi elaborada pelo grupo de trabalho conduzido pelo deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) em 2013 e está aguardando votação na CCJ.

Mesmo com a tentativa de agilizar o processo de debate da reforma política na Casa, os deputados sabem que dificilmente essa PEC teria condições de ser aprovada no Parlamento ainda este ano. Após aprovação na CCJ, a Proposta de Emenda à Constituição ainda precisa ser discutida em uma comissão especial, que, por sua vez, terá 40 sessões para concluir a apreciação do material. 

O assunto tomou boa parte da reunião de líderes da Casa nesta tarde. Segundo relatos, todos se manifestaram à favor da reforma política, mas as divergências se acentuaram quando os deputados começaram a discutir os pontos da reforma e qual seria a melhor forma de consulta popular (referendo ou plebiscito).

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesReforma política

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.