Líder do 'Aezão' diz que eleição presidencial será disputada 'voto a voto'

Para o presidente do PMDB no Rio, Jorge Picciani, desempenho no último debate na televisão será decisivo

LUCIANA NUNES LEAL, O Estado de S. Paulo

23 de outubro de 2014 | 12h11

RIO - Líder do movimento "Aezão", dissidência que prega o voto no candidato do PSDB à Presidência, Aécio Neves, e no governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), o presidente do PMDB-RJ, Jorge Picciani, aposta que a eleição presidencial será disputada "voto a voto". Segundo ele, os três últimos dias de campanha serão dedicados a panfletagens e atividades simultâneas em vários pontos do Estado, sem a presença do tucano.

Picciani afirmou que parlamentares e prefeitos do "Aezão" mantiveram a mobilização no segundo turno. Apesar de, na disputa nacional, o PMDB ser aliado da presidente, no Rio a legenda rachou após o PT manter candidatura própria ao governo carioca.

"A eleição está muito polarizada, por isso o desespero do PT e do Lula", disse o peemedebista, reclamando dos ataques dos adversários, especialmente do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que passa o dia hoje em campanha pela reeleição da presidente Dilma Rousseff no Rio, sem a candidata.

"A eleição para presidente vai ser disputada voto a voto e quem for melhor no debate da TV Globo tem mais chances. Agora é hora de os candidatos se concentrarem para o debate. As pessoas estão envolvidas na campanha, procurando nossos comitês para buscar material, estou vendo grande entusiasmo nessa reta final", afirmou Picciani, que no entanto, não acompanhou Aécio na caminhada que reuniu 5 mil pessoas em Copacabana, no último domingo. "Esse tipo de atividade não é meu estilo, mas mobilizei o pessoal."

Pesquisas divulgadas nos últimos dias apontam Dilma numericamente à frente de Aécio - mas ainda em situação de empate técnico. No Rio, Pezão registra vantagem de 12 pontos porcentuais sobre o senador Marcelo Crivella (PRB). Aécio e Dilma estão no Rio desde quarta-feira, 22, e ficam na cidade até sábado, 25. Na noite desta sexta-feira, 24, participam do último debate, promovido pela TV Globo. A presidente está em um hotel na Barra da Tijuca (zona oeste) e Aécio está em sua casa, em Ipanema, na zona sul. À tarde, o tucano terá um encontro com o arcebispo do Rio, d. Orani Tempesta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.