Kassab: parecer do MP veio antes da entrega de provas

A coordenação de campanha do prefeito e candidato do DEM à reeleição, Gilberto Kassab, afirmou hoje, em nota, que o parecer do Ministério Público de São Paulo (MP-SP) a favor da impugnação da candidatura do democrata, foi proferido antes da entrega de provas sobre o caso à Justiça Eleitoral. "O juiz vai decidir com base em todas as provas juntadas no processo", informa a coordenação, reafirmando que o candidato cumpriu a lei eleitoral.O pedido alega uso da máquina pública em uma cerimônia para repasse de verbas da Prefeitura para o Metrô de São Paulo. No evento, ocorrido na quarta-feira passada, Kassab entregou ao governador José Serra (PSDB) um grande cheque simbólico, de R$ 198 milhões. De acordo com o comunicado, a campanha entregará à Justiça documentos para provar que o evento foi pago pela Companhia do Metrô. O promotor eleitoral Eduardo Rheingantz entendeu a cerimônia como um "inegável evento de campanha".O pedido de cassação da candidatura de Kassab, da coligação "São Paulo no Rumo Certo" (DEM-PR-PMDB-PRP-PV-PSC), partiu da candidata da coligação "Uma Nova Atitude para São Paulo" (PT-PCdoB-PDT-PTN-PRB-PSB), Marta Suplicy (PT). No evento considerado oficial, o prefeito e o governador trocaram elogios e enalteceram a parceria entre o governo municipal e estadual.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.