Kassab fala com Serra, mas apoio será discutido pelos partidos

Além da continuidade das visitas aos eleitores, ele diz que será fundamental a participação nos debates

Célia Froufe, da Agência Estado

06 de outubro de 2008 | 00h31

O prefeito de São Paulo,  Gilberto Kassab(DEM), candidato à reeleição, que disputa o segundo turno com a ex-prefeita Marta Suplicy (PT), afirmou na noite deste domingo, 5, que um eventual apoio do PSDB ao DEM será discutido apenas nas "instâncias partidárias".   Veja também: Perfil de Kassab: Beto quer ficar mais 4 anos à frente da cidade 'Seguirei a decisão do PSDB no segundo turno', diz Alckmin Especial: Perfil dos candidatos em São Paulo  Galeria de fotos dos candidatos à Prefeitura   Cobertura completa das eleições 2008  Eu prometo: Veja as promessas de campanha dos candidatos  Vereador digital: Depoimentos e perfis de candidatos em São Paulo   Tire suas dúvidas sobre as eleições   "Conversei com (o governador de São Paulo, do PSDB) José Serra, quando saí da comitiva, mas não falamos sobre o segundo turno. Essa discussão ficará para as estâncias partidárias", disse, em entrevista ao programa especial da Rede Bandeirantes de Televisão sobre as eleições, que ainda está no ar.   Para Kassab, além da continuidade das visitas aos eleitores e do horário eleitoral gratuito, será fundamental para o segundo turno a participação nos debates. "Será importante porque vamos apresentar as realizações que fizemos e poder comparar com as da prefeita", considerou. O segundo turno das eleições municipais está marcado para o próximo dia 26 deste mês. O TSE havia anunciado o resultado parcial mais recente da apuração às 23h09. Kassab registrava 33,76% dos votos válidos contra 32,55% de Marta. O candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, ficou na terceira posição, com 22,55% dos votos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.