Kassab disse que convidará Serra para votarem juntos

O prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM), disse que vai convidar o governador José Serra (PSDB), seu padrinho político, para votarem juntos neste segundo turno. "Vou ligar pra ele, ver se ele acordou", disse Kassab, provocando risos durante entrevista coletiva, em café da manhã na manhã de hoje.O candidato evitou comemorar o fim da disputa antes da hora - as últimas pesquisas de intenção de voto o colocam pelo menos 19 pontos porcentuais à frente da candidata Marta Suplicy (PT). "A expectativa chama um ambiente de vitória. Espero que ganhemos, mas ainda não ganhamos." Questionado se temia uma derrota, se esforçou para demonstrar tranqüilidade: "Na democracia uns ganham e outros perdem."Apesar do acirramento da disputa nestes últimos dias, quando a adversária Marta Suplicy (PT) levou ao ar, no horário eleitoral gratuito, cenas nas quais o prefeito expulsou aos gritos de vagabundo um popular de um posto de saúde, Kassab evitou a polêmica. Ele disse hoje que fala somente sobre sua campanha e que sua preocupação foi apresentar propostas e realizações. "Se a adversária não fez isso, ela perdeu tempo."Acompanhado por correligionários, Kassab seguiu em ônibus fretado do comitê central de sua campanha, no centro, para o Colégio Santa Cruz, na zona oeste, onde votará.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.