Justiça em Minas condena grupo que pagou Duda

A Justiça Federal de Minas Gerais condenou os empresários Glauco Diniz e Alexandre Vianna, responsáveis por efetuar várias remessas para a conta no exterior do publicitário Duda Mendonça, a dez anos e seis meses de prisão em regime inicialmente fechado, por evasão de divisas e lavagem de dinheiro. A sentença da 4ª Vara Federal de Belo Horizonte foi divulgada ontem pelo Ministério Público Federal em MG. A decisão, na véspera da absolvição de Duda e de sua sócia Zilmar Fernandes, é um desdobramento das investigações feitas a partir do processo principal do mensalão, pelo Supremo Tribunal Federal. Duda recebeu dinheiro no exterior como pagamento pelos serviços de marketing prestados na campanha presidencial de Lula em 2002. Ele foi absolvido pelos ministros do Supremo. / RICARDO BRITO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.