Justiça eleitoral proíbe Maluf de citar 'relaxa e goza'

A 1ª Zona Eleitoral de São Paulo proibiu hoje o candidato à Prefeitura de São Paulo pelo PP, Paulo Maluf, de usar em sua propaganda do horário eleitoral gratuito o áudio da adversária Marta Suplicy, do PT, dizendo ''relaxa e goza''. Maluf veiculou ontem à noite a frase dita por Marta, quando ministra do Turismo, e hoje a coligação da petista, "Uma Nova Atitude para São Paulo" (PT-PRB-PTN-PCdoB-PSB-PDT), entrou com representação contra Maluf. O candidato do PP ainda pode recorrer ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP).O juiz auxiliar da propaganda da 1ª Zona, Claudio Luiz Bueno de Godoy, justificou a decisão dizendo que o uso da fala de Marta fora de contexto afasta os "primados legais da propaganda eleitoral". Ele tomou como base a lei eleitoral que veda trucagens e montagens que desvirtuem a mensagem de áudios ou imagens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.