Justiça cassa registros de dois vereadores no AM

Foram cassados ontem em Manaus, pela juíza eleitoral Maria Eunice Torres do Nascimento, os registros de candidaturas e a emissão dos diplomas dos vereadores Francisco Gomes (PMN) e Joaquim Lucena (PSB). A sentença foi baseada em representação do Ministério Público Eleitoral, que acusou Gomes de captação ilícita de votos pela prestação de serviços odontológicos e médicos a eleitores. No caso de Lucena, a condenação também foi por compra de votos, com doação de enxovais de bebê a eleitores. Os crimes estão previstos no artigo 41A da Lei 9.504/97. Os vereadores foram procurados pela reportagem, mas não retornaram os telefonemas. Se não conseguirem reverter a sentença, a diplomação dos dois, marcada para o dia 17 de dezembro, será cancelada e eles serão substituídos pelos suplentes Eduardo Castelo e Nelson Amazonas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.