Juíza cancela diplomação de prefeito de Barrinha-SP

A juíza de Sertãozinho, no interior paulista, Mayra Calegari Gomes de Almeida, cancelou ontem a diplomação do prefeito de Barrinha, Said Ibraim Saleh (PMDB), que seria realizada hoje. Ainda não há uma data definida para a diplomação, pois a Justiça irá aguardar a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), que decidirá quem irá administrar a cidade pelos próximos quatro anos.No pleito, Saleh teve mais votos que Ana Cristina Marcari (PPS), mas no dia o resultado oficial foi a vitória dela, pois Saleh teve o registro de sua candidatura negado pela Justiça Eleitoral, por ter feito propaganda irregular antes do início oficial da campanha. Diante disso, Ana Cristina era candidata a vereadora, mas na véspera do pleito ela substituiu a vaga do marido, Marcos Marcari (PTB), que tinha pendências judiciais e também poderia se tornar inelegível. Por isso, no dia da eleição, Ana Cristina apareceu como vencedora, com 6.659 votos à frente de Téo Menegussi (PDT), com 591, e Zinha (PR), com 26. Os votos para Saleh foram considerados nulos. Marcari foi prefeito entre 1997 e 2004, mas no final de sua gestão foi cassado por crime eleitoral. Por isso ele adotou a estratégia de lançar a mulher na última hora. Muitos votaram nela, pensando que os votos fossem para ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.