Juiz manda apurar conta nos EUA atribuída a Costa Neto

Christina Caldeira, ex-mulher do deputado, abre batalha judicial para ter acesso a valores que diz existirem no exterior

O Estado de S.Paulo

17 de junho de 2012 | 03h06

Às vésperas do julgamento do mensalão, o deputado Valdemar Costa Neto (PR-SP) tem à frente um novo entrevero: Maria Christina Caldeira, que afirma ter se casado com o parlamentar em 31 de dezembro de 2003, em Las Vegas, EUA, ingressou na Justiça com medida cautelar preparatória de arrolamento de bens, alegando necessidade de "preservação do patrimônio comum". Ela sustenta que o deputado possui ativos financeiros no American Express Bank, em Delaware (EUA).

O juiz Marco Aurélio Pauletti Martins Costa, da 2.ª Vara de Família de São Paulo, em despacho de 26 de março, determinou: "Expeça-se carta rogatória nos termos requeridos à instituição financeira, a qual deverá informar as contas bancárias e aplicações financeiras mantidas pelo réu, bem como efetuar o bloqueio de 50% das mesmas e informar a movimentação verificada nos últimos 24 meses".

A advogada Regina Marília Prado Manssur, que subscreve a petição, destaca que Christina e Costa Neto "contraíram matrimônio pelo regime da comunhão parcial de bens, mas por força de graves desavenças e problemas políticos nos quais o varão esteve envolvido, tornou-se impossível a mantença da sociedade conjugal". "Ocorre que perante as leis americana e brasileira, as partes continuam casadas, eis que embora separados de fato no presente momento, a união não foi legalmente dissolvida", assinala.

O advogado Marcelo Bessa, que defende Costa Neto, rechaçou enfaticamente a acusação. "Valdemar não possui bens exterior, não tem nenhuma conta nesse banco dos EUA ou em qualquer lugar no exterior. Essa história de 380 milhões de dólares, ou de ienes, ou o diabo que for, é negócio estapafúrdio, mais uma história mirabolante. Offshore é birutice."

Bessa exibe certidão do Tribunal de Justiça do DF sobre ação de reconhecimento e dissolução de união estável movida por Christina contra o deputado, em 2005. Segundo ele, na época foi firmado acordo em que ela renunciava o direito a bens de Costa Neto. / FAUSTO MACEDO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.