JONNE RORIZ/ESTADÃO
JONNE RORIZ/ESTADÃO

Josué disse a Alckmin que não acrescenta eleitoralmente, afirma líder do PR

Encontro com o presidenciável do PSDB aconteceu nesta segunda-feira em São Paulo

Daniel Weterman, O Estado de S.Paulo

23 de julho de 2018 | 19h19

O empresário Josué Gomes almoçou nesta segunda-feira, 23, com o ex-deputado Valdemar Costa Neto (PR) e com o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) na capital paulista. No encontro, o empresário disse que não traz votos ao tucano e afirmou que o ex-governador deve ficar à vontade se quiser procurar um nome para o posto de vice que acrescente eleitoralmente nas eleições 2018.

O relato da conversa foi transmitido por Costa Neto ao líder do PR na Câmara, José Rocha (BA). Ele ressaltou, entretanto, que caberá a Alckmin anunciar se o empresário aceitou ou não o convite para ser companheiro de chapa do presidenciável do PSDB.

"O que Valdemar me falou é que Josué ponderou que, eleitoralmente, não acrescenta muito à chapa do Alckmin e que o Alckmin ficasse à vontade para buscar alguém que acrescentasse eleitoralmente. Mas que ele acha que o Alckmin é que deve realmente ser o presidente do Brasil", disse Rocha ao Estadão/Broadcast. "Valdemar e eu discordamos, achamos que ele acrescenta e muito", rebateu o líder do PR.

Segundo o parlamentar, Valdemar saiu do encontro e Josué continuou conversando reservadamente com o tucano. "Eu não entendo como um não nem como uma mineirice exagerada de humildade. Certamente o governador (Alckmin) deve se pronunciar", afirmou o líder do PR. 

‘Conexão Estadão’: Josué Gomes se afasta de Geraldo Alckmin?

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.