João Henrique fala como vitorioso em Salvador, Pinheiro torce

Atual prefeito, o candidato do PMDB diz estar 'otimista'; petista, apesar da desvantagem, fala em confiança

Reuters,

26 de outubro de 2008 | 16h46

O candidato à reeleição, João Henrique Carneiro (PMDB), favorito nas eleições da capital baiana, já falava depois de votar neste domingo como virtual vencedor da disputa contra o petista Walter Pinheiro. Questionado sobre a relação com o governador Jaques Wagner (PT) após os conflitos entre os partidos durante a campanha, João Henrique afirmou: "A relação institucional com governo do Estado, no que depender de mim, será mantida. É impossível essas duas instâncias do poder não se relacionarem". Antes de votar durante a manhã, João Henrique acompanhou o voto do correligionário e ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima.  Veja Também: Especial: Perfil dos candidatos em Salvador  Geografia do voto: Desempenho dos partidos nas cidades brasileiras Confira o resultado eleitoral nas capitais do País   "Estou muito otimista", disse o prefeito a jornalistas. "Nossas ações nestes três anos e meio à frente da administração de Salvador agradaram ao coração de Deus e foram justamente na linha de reduzir as desigualdades sociais." Duas novas pesquisas apontam vantagem de João Henrique nas intenções de voto: 56 por cento contra 44 por cento na sondagem do Ibope, e 55 por cento contra 45 por cento, no Datafolha.  Apesar da desvantagem, Pinheiro se disse "confiante na pesquisa que sente nas ruas" e creditou o otimismo à trajetória ascendente durante a campanha. O avanço do petista ajudou a tirar ACM Neto (DEM) do segundo turno. "Os institutos nem sequer previram a nossa chegada ao segundo turno", afirmou Pinheiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.