Investigações têm dimensão nacional, afirma Cade

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) reforçou ontem que o escopo de suas investigações de eventuais cartéis em licitações de trens e metrôs é nacional. O órgão enfatizou que em nenhum momento disse que concentraria seus esforços na apuração nas licitações de contrato em São Paulo, onde o equipamento está sob administração do governo do PSDB. O Cade sublinhou também que "repudia qualquer acusação de instrumentalização política das investigações conduzidas" pelo órgão.

Ricardo Chapola, O Estado de S.Paulo

09 de agosto de 2013 | 02h12

No começo de julho, a Superintendência-Geral do Cade cumpriu mandados de busca e apreensão na sede de 13 empresas localizadas em Brasília (DF) e nas cidades paulistas de Diadema, Hortolândia e também em São Paulo. O Cade também foi enfático ao afirmar que o órgão não tem nenhuma conclusão sobre o caso.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.