Indefinição marca contagem em Águas de Lindóia

Um dos candidatos aparece com 100% do votos, mas nulos superam o número de válidos

Dado Carvalho, do estadao.com.br,

05 de outubro de 2008 | 23h02

A apuração nos votos da cidade de Águas de Lindóia, a 207 km de São Paulo, vem causando dúvidas entre os eleitores. Os números oficiais do TRE apontam que 100% dos votos válidos foram direcionados para o candidato Martinho, do PSDB. Porém, o número de votos nulos (que não são contados entre os válidos) foi superior ao de votos destinados ao candidato tucano (5.303 contra 5.337).   O que ocorre é que o concorrente de Martinho na disputa eleitoral, Eduardo Ambar, do PP, teve sua candidatura indeferida a partir de recurso por conta de irregularidades perante a lei. Com isso, ele foi impedido de participar das eleições na última hora. Assim, seus votos foram computados no sistema como votos nulos.   De acordo com a legislação, é possível que o resultado das eleições seja cancelado uma vez que o número de votos nulos seja superior ao de votos válidos. Porém, nunca houve na história política do Brasil nenhuma situação deste tipo. O mais parecido que já ocorreu foi em um município do interior da Bahia, onde os votos de um candidato (impedido de participar da disputa) foram computados como nulos. Porém, nesta ocasião não aconteceu a anulação do pleito, já que nem todos os votos nulos foram intencionais.   O TRE informa que, perante a situação, o candidato Martinho é o novo prefeito do município. O eleitorado da cidade é de pouco mais de 12 mil pessoas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.