Imóvel de comitê sedia reuniões de programa do governo federal

Na periferia de Petrolina, ações do Ministério da Integração Nacional se misturam à campanha de Fernando Coelho Filho

FÁBIO FABRINI, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2012 | 03h05

Pele e osso, Valdelice de Souza Coelho, de 64 anos, festeja o barreiro (uma espécie de reservatório) escavado a poucos metros do casebre de barro em que vive. Enquanto aguarda a chuva cair e testemunha a agonia das cabras sedentas e mal nutridas, já recebeu cabos eleitorais para avisar que, graças ao candidato Fernando Coelho Filho (PSB), a obra chegou ao seu quintal. "Vou ver em quem votar no dia, mas esse aí trabalhou por nós", resume.

Na periferia de Petrolina, o Programa Água para Todos, conjunto de ações prioritárias do Ministério da Integração Nacional no combate à seca, se mistura à campanha do candidato. Em Izacolândia, distrito da cidade, reuniões da Codevasf para cadastramento e capacitação de beneficiados com cisternas ocorrem no mesmo imóvel em que funciona o comitê do candidato.

Com muro pintado com os números e os nomes de Fernando Filho e de um dos concorrentes à Câmara, a casa abriga a associação de moradores da localidade, cujo presidente, José Gilberto Ferreira de Oliveira, de 44 anos, faz campanha para o deputado. Decorado com peças de propaganda do parlamentar, o interior é usado para estocar santinhos e outros materiais de divulgação, distribuídos na região.

No mesmo espaço, uma funcionária da Codevasf reuniu na quarta-feira cerca de 30 pessoas para dar orientações sobre o uso dos reservatórios, que captam água da chuva nos telhados e a armazenam. "Ontem mesmo teve uma capacitação aqui a respeito disso. O pessoal está sendo beneficiado com essas caixas d'água e está tendo um treinamento do modo de usar", admitiu o líder comunitário ao Estado, atribuindo as benesses do programa ao candidato: "As cisternas também são um projeto do Fernando Filho com o ministro da Integração, que é o pai dele. Sempre o apoio".

Os participantes, de comunidades como Cristália, Baixa Alegre, Manga Nova e Sítio Caldeira, passaram toda a manhã no treinamento, que dá direito a um certificado de "gestão da água". "Foi das oito às 14h", explicou Oliveira. Questionado sobre o evento em pleno comitê, ele disse que não houve pedido de votos. "Nessa reunião, a gente não chega a envolver nome de político. Mas o povo vê e sabe quem é que traz as coisas." / F.F.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012PSB

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.