Amira Hissa/PBH
Amira Hissa/PBH

Ibope: Kalil oscila um ponto e mantém ampla vantagem em Belo Horizonte

Pesquisa mostra candidato com 59% de intenções de voto contra 7% do segundo colocado, João Vítor Xavier

Leonardo Augusto, Especial para o ‘Estadão’, O Estado de S.Paulo

15 de outubro de 2020 | 21h06

BELO HORIZONTE – O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), segue em primeiro lugar com larga vantagem em relação ao segundo colocado nas intenções de voto na capital mineira, conforme aponta pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira, 15, a primeira depois do início do horário eleitoral em rádio e televisão.

Kalil tem 59%, ante 58% no levantamento anterior do Ibope, divulgado em 2 de outubro. O segundo colocado, o deputado estadual João Vítor Xavier (Cidadania), subiu de 4% na pesquisa divulgada no dia 2 para 7% no levantamento tornado público nesta quinta-feira. 

O resultado mostra que Kalil, apesar de ter faltado ao único debate realizado até agora, e de estar sendo fortemente atacado no horário eleitoral pelos concorrentes, vem conseguindo, ao menos até agora, manter seu posicionamento na liderança isolada das intenções de voto na capital. Kalil também não vem fazendo campanha nas ruas, apresentando como justificativa para isso a pandemia do novo coronavírus.

A deputada federal Áurea Carolina (PSOL), que tinha 3% no levantamento anterior, permaneceu com o mesmo porcentual. Bruno Engler (PRTB) oscilou de 3% para 2%. O candidato do PT, Nilmário Miranda, também registrou queda nas intenções de voto, de 2% para 1%. O mesmo ocorreu com o candidato apoiado pelo governador Romeu Zema, Rodrigo Paiva (Novo), que foi de 2% para 1%.

Os candidatos Cabo Xavier (PMB), Lafayette Andrada (Republicanos), Marília Rodrigues (PCO) e Professor Wendel (Solidaridade) estavam com 1% e seguem com o mesmo porcentual. A tucana Luisa Barreto (PSDB) tinha 1% e caiu para 0% na pesquisa divulgada nesta quinta-feira. Fabiano Cazeca (Pros) e Wanderson Rocha (PSTU) estavam com 0% e seguem assim. Marcelo Souza e Silva (Patriotas), de não mencionado, foi para 0%. Wadson Ribeiro (PC do B), foi de 0% para não mencionado.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) sob o número 00100/2020. O nível de confiança é de 95%. Foram ouvidos 1.001 eleitores na cidade de Belo Horizonte entre 13 e 15 de outubro. A margem de erro é de 3 pontos porcentuais para mais ou para menos. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.