Haddad usa Lula para defender Bilhete Único Mensal

Em vídeo, candidato tucano associou proposta petista a novo imposto

Daiene Cardoso, da Agência Estado

28 de agosto de 2012 | 20h37

A campanha ostensiva dos tucanos contra a proposta de criação do Bilhete Único Mensal pelo candidato do PT, Fernando Haddad, fez com que a campanha do petista publicasse em seu site um vídeo com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendendo a proposta. "Com Marta, criamos o Bilhete Único. Com Haddad, virá o Bilhete Único Mensal", afirma o ex-presidente, principal cabo eleitoral do candidato.

Além de Lula, o vídeo de 15 segundos mostra o candidato explicando como funcionará sua proposta, caso seja eleito. "Com o Bilhete Único Mensal, você vai poder andar a qualquer hora, qualquer dia do mês. Para o trabalho, o estudo, o lazer, sem pagar mais", diz o petista.

Segundo a campanha, o atual modelo de Bilhete Único (de três horas) continuará valendo e os passageiros que optarem pelo cartão mensal pagarão aproximadamente R$ 140. "Os recursos para a implantação do programa são estimados em R$ 400 milhões por ano e viriam do Orçamento do município, hoje em torno de R$ 40 bilhões", diz o texto publicado no site de Haddad.

Num vídeo de um minuto publicado no site da campanha de José Serra, o tucano associa a ideia de Haddad a uma espécie de imposto, chamada pelos tucanos de "taxa do ônibus". "O Bilhete Único que ele (Haddad) quer criar agora é uma taxa que você paga mesmo que você não use o transporte", reforça o narrador. A vídeo lembra que o petista trabalhou na gestão Marta Suplicy (2001-2004), quando foi criada a taxa do lixo.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012SPHaddadLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.