Haddad obtém 48% e Serra, 37%, diz Ibope

O candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, tem 48% das intenções de voto, 11 pontos porcentuais a mais que o tucano José Serra (37%), segundo a primeira pesquisa do instituto Ibope no segundo turno.

DANIEL BRAMATTI, O Estado de S.Paulo

12 de outubro de 2012 | 03h05

Em votos válidos - excluídos os entrevistados que pretendem votar nulo ou em branco -, Haddad venceria por 56% a 44%, se a eleição fosse hoje. Na pesquisa espontânea, aquela em que os eleitores manifestam sua preferência antes de ler os nomes dos candidatos, o placar seria de 45% a 35%. A margem de erro do levantamento, encomendado pela TV Globo, é de três pontos para mais ou para menos.

Extremos. Segundo Márcia Cavallari, diretora executiva do Ibope, o candidato petista tem vantagem mais larga nas periferias das regiões sul (58% a 26%) e leste (61% a 25%). Haddad também vence na região norte, por 52% a 36%. Já Serra está na frente no centro (52% a 39%) e nas zonas oeste e sul 1 (veja mapa), onde o resultado é de 50% a 32% e de 50% a 36%, respectivamente.

Apenas 15% dos entrevistados pelo Ibope admitem mudar o voto, segundo a diretora do instituto, enquanto 79% afirmam que sua opção é definitiva, e 5% não sabem responder.

"É um voto mais consolidado do que observávamos no primeiro turno, porque não tem tanta diferença entre as pesquisas estimulada e espontânea", afirmou Márcia Cavallari. "Mas não há garantia de que vá continuar assim. A campanha ainda não recomeçou. É comum, na primeira semana, haver uma empolgação com quem passa para o segundo turno."

Os dados do Ibope, segundo Márcia, mostram que Serra está melhor no eleitorado mais escolarizado e de maior renda. Ele vence por 50% a 39% entre aqueles que ganham mais de cinco salários mínimos e por 44% a 39% entre os que têm curso superior.

Haddad está na frente nas demais faixas de grau de instrução. O destaque é o segmento de quem estudou da 5.ª a 8.ª série, onde sua vantagem é de 29 pontos porcentuais (56% a 27%), de acordo com Márcia Cavallari.

No eleitorado mais pobre, com renda de até dois salários mínimos, o petista tem cerca de 25 pontos a mais que o adversário, segundo o Ibope.

Anteontem, o Datafolha divulgou sua primeira pesquisa no segundo turno, que também mostrou Haddad na frente (47% a 37% dos votos totais e 56% a 44% dos válidos). A rodada decisiva da eleição será no dia 28.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições 2012

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.