Daniel Ramalho/AFP
Daniel Ramalho/AFP

Haddad anuncia que não participará da série de sabatinas Estadão-Faap com presidenciáveis

O presidenciável do PT nas eleições 2018 alegou incompatibilidade na agenda de sua campanha; petista seria o sétimo entrevistado do evento

O Estado de S.Paulo

26 de setembro de 2018 | 05h00

O candidato do PT à Presidência da República nas eleições 2018, Fernando Haddad, informou nesta terça-feira, 25, que não participará da série de sabatinas promovida pelo Estado em parceria com a Faap com os presidenciáveis.

Convidado pelo Estado, Haddad alegou incompatibilidade na agenda de sua campanha, que só foi oficializada pelo partido no dia 11 de setembro, após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) barrar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Lula está preso e condenado na Operação Lava-Jato e foi enquadrado na Lei da Ficha Limpa.

O petista seria o sétimo entrevistado da série. Entre os dias 27 de agosto e 6 de setembro, foram sabatinados os candidatos Alvaro Dias (Podemos), João Amoêdo (Novo), Marina Silva (Rede), Ciro Gomes (PDT), Henrique Meirelles (MDB) e Geraldo Alckmin (PSDB). Além de Haddad, Jair Bolsonaro (PSL) negou o convite.

Na entrevistas realizadas no auditório da Faap, os candidatos tiveram a oportunidade de falar sobre como pretendem encarar os desafios da Presidência, sobre as principais propostas de seus planos de governo e sobre temas relacionados à disputa presidencial e do momento político do País.

As sabatinas foram transmitidas ao vivo no site e nas redes sociais do Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.