Gurgel pede cautela com acusações de Marcos Valério

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, afirmou ontem que o publicitário e réu do processo do mensalão Marcos Valério Fernandes de Souza é um "jogador" e que as declarações dele devem ser analisadas com cuidado e cautela. Reportagem publicada pela revista Veja sustenta que Marcos Valério teria dito a pessoas próximas que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva seria "fiador" do mensalão.

O Estado de S.Paulo

18 de setembro de 2012 | 03h09

Lula não foi denunciado pelo Ministério Público Federal e, portanto, não é réu no processo em julgamento no STF. Segundo Gurgel, se houver indícios para um processo contra Lula, ele seria instaurado em primeira instância, já que o ex-presidente não tem foro privilegiado.

Gurgel voltou a afirmar que no fim do julgamento vai insistir na prisão imediata dos condenados. / MARIÂNGELA GALLUCCI

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.