Guerra é pelo poder no banco

A briga pelo poder no Banco do Brasil e na Previ, o fundo de pensão do BB, tem irritado a presidente Dilma Rousseff. A crise piorou com a publicação de dados bancários sigilosos do ex-vice-presidente do BB Allan Toledo, feita na terça-feira pelos jornais Correio Braziliense e Folha de S. Paulo. Segundo o dossiê, Toledo recebeu R$ 1 milhão em sua conta ao longo do ano passado - ele alega que o dinheiro veio da venda de um imóvel. Toledo foi demitido em novembro. O motivo teria sido o fato de ter se aliado a Ricardo Flores, presidente da Previ, na briga com o presidente do BB, Aldemir Bendine.

O Estado de S.Paulo

02 de março de 2012 | 03h05

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.