Governo paulista faz busca por 'sem-bolsa'

O governo do Estado de São Paulo também realiza um trabalho de busca de famílias fora do Bolsa Família. Ele vai servir ao Programa São Paulo Solidário, que surgiu em 2011, a partir de um acordo entre o governador Geraldo Alckmin (PSDB) e a presidente Dilma Rousseff (PT).

O Estado de S.Paulo

05 de novembro de 2012 | 02h08

Prevê a complementação de renda de famílias atendidas pelo programa federal, garantindo o valor per capita de R$ 70 mensais. Cerca 118 mil famílias deverão ser atendidas na capital a partir de 2014.

O Estado já mantém o Renda Cidadã, com R$ 80 mensais para famílias com até meio salário mínimo per capita. Tem 25.444 inscritos e é operado em conjunto com o Bolsa Família.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.